Voo não autorizado resulta em prisão do piloto

“Não dá em nada. Não tem fiscalização…” Cuidado com orientações de má fé, pois as consequências podem ser graves.

As fiscalizações sobre operações de drones tem aumentado. Essa semana, o Grupamento Aéreo da Polícia Militar da Bahia, realizou um patrulhamento nas imediações da Arena Fonte Nova em Salvador (BA). Eles avistaram um RPA realizando um voo irregular, pois ele atingia altura superior à utilizada pelo helicóptero.

O piloto não possuía autorização para realizar o voo, assim como também não apresentou os documentos de porte obrigatório previstos nas normas ANAC, da ANATEL e do DECEA. A prisão do piloto foi feita em flagrante.

Por isso é importante operar seu VANT dentro da lei. Aqui na XMobots, possuímos o Arator 5B. Ele é o único drone brasileiro autorizado pela ANAC a voar acima de 400ft, e não tem seu raio limitado a 500m como nos outros drones. Assim, ele pode mapear até 800 hectares em um único voo, enquanto os outros equipamentos só podem mapear 50 hectares respeitando a lei – considerando um GSD de 10cm.

Voar fora da lei pode trazer consequências sérias. Não cometa um crime. Opere com segurança sempre.

Fonte: DECEA

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Deixe uma resposta

Oportunidades na XMobots!

A maior empresa de drones da América Latina não para de crescer e agora apresenta mais duas oportunidades: Analista de Contas a Pagar e

LEIA MAIS »