fbpx

A XMobots apresenta o sistema mais completo, refinado e o primeiro desenvolvido na América Latina, para operações altamente estratégicas de vigilância, segurança e monitoramento de fronteiras. É o SISTEMA NAURU 1000C, que constitui a união de aeronave e equipamentos desenvolvidos com tecnologia de ponta para a indústria de defesa e segurança.

A XMobots apresenta o sistema mais completo, refinado e o primeiro desenvolvido na América Latina, para operações altamente estratégicas de vigilância, segurança e monitoramento de fronteiras. É o SISTEMA NAURU 1000C, que constitui a união de aeronave e equipamentos desenvolvidos com tecnologia de ponta para a indústria de defesa e segurança.

Mais que um drone, o Nauru 1000C – CAT2, da XMobots, é um dos equipamentos mais poderosos do mundo para missões de segurança, vigilância e monitoramento de fronteira terrestre, além de ser o único desenvolvido e fabricado na América Latina para este propósito.

Sendo um RPA VTOL (Vertical Take-Off and Landing), o Nauru 1000C realiza decolagens e pousos verticais automáticos, trazendo grande facilidade nas operações. Em suas operações, a aeronave conta com um tanque de 50 litros para combustível, e o sistema VTOL elétrico se apoia na eficiência de 8 motores com baterias independentes; e sua extraordinária estrutura foi fabricada em alumínio e materiais compósitos.

Com peso máximo de decolagem de 150kg e alcance máximo de 60km, o Nauru 1000C executa vários tipos de monitoramento aéreo, de até 10 horas de operação, sejam diurnas ou noturnas. E ainda apresenta grande versatilidade, pois foi desenvolvido para missões que exigem operações em cenários diversos, suportando chuva fina, leve ou neblina.

Por apresentar uma vasta experiência no desenvolvimento de sistemas aviônicos, a XMobots desenvolveu o Nauru 1000C com dois pilotos automáticos, garantindo a redundância em todos os sistemas da aeronave, oferecendo, desta forma, melhor segurança nas operações.

O Sistema Nauru 1000C apresenta os seguintes subsistemas:

Aeronave Remotamente Pilotada (ARP) Nauru 1000C

Optrônico estabilizado para aplicações ISTAR XSIS

Contêiner para transporte e operação do SARP, com ECS (Estações de Controle de Solo)

Radares GMTI e SAR
Scanners 3D

TTD (Terminais de Transmissão de Dados), TED (Terminal de Enlace de Dados)

Entre outros itens de infraestrutura de apoio

Conceito de operação do SARP NAURU 1000C

7,7 m

De envergadura

2,9 m

De comprimento

0,98 m

De altura

Peso Máximo de Decolagem (MTOW):

150 kg

Peso Máximo de Cargas Pagas:

18,0 kg

7,7 m

De envergadura

2,9 m

De comprimento

0,98 m

De altura

Peso Máximo de Decolagem (MTOW):

150 kg

Peso Máximo de Cargas Pagas:

18,0 kg

Decolagem VTOL

Vertical Take-off and Landing 

Propulsão híbrida

Combustão e elétrica (monomotor asa fixa, octacóptero multirotor)

Multimissão

IRVA, Guerra Eletrônica, Busca de Alvos, transporte etc. (dependendo da carga paga)

Autonomia de 10 h

Velocidade cruzeiro a 60 kt, teto de serviço 10.000 ft

Decolagem VTOL

Vertical Take-off and Landing (asa fixa + multirotor)

Propulsão híbrida

Combustão e elétrica (monomotor asa fixa, octacóptero multirotor)

Multimissão

IRVA, Guerra Eletrônica, Busca de Alvos, transporte etc. (dependendo da carga paga)

Autonomia de 10 h

Velocidade cruzeiro a 60 kt, teto de serviço 10.000 ft

SISTEMA GIMBAL XSIS

SISTEMA GIMBAL XSIS

O sistema Nauru 1000C conta com tecnologia de ponta e leva embarcada uma torreta estabilizada com optrônicos no espectro visível (EO), infravermelho médio (MWIR), telerômetro laser (LRF) e designador laser (LP) para missões de vigilância, reconhecimento, inteligência e aquisição de alvos.

O sensor XSIS (XMobots Stabilized Imaging System), desenvolvido pela XMobots, é composto por um sistema estabilizador de 85 micro radianos, de elevada performance, responsável por estabilizar os seguintes componentes:

  • Sensor EO (câmera Eletro-Óptica);
  • Sensor IR (câmera Infravermelha de comprimento de onda média MWIR);
  • Sensor telerômetro (Laser Range Finder para cálculo de distância ao alvo)
  • Apontador laser IR.
  • Sensor EO (câmera Eletro-Óptica);
  • Sensor IR (câmera Infravermelha de comprimento de onda média MWIR);
  • Sensor telerômetro (Laser Range Finder para cálculo de distância ao alvo)
  • Apontador laser IR.

Este sistema permite a captura de imagens estabilizadas em altíssima definição, tanto em ambientes iluminados quanto em ambientes escuros, por meio de sua câmera termal. Além disso, o sensor XSIS permite a determinação das coordenadas geográficas dos alvos, rastreio automático de alvos fixos e móveis, além da designação e marcação de alvos por meio de laser invisível.

Gimbal descrição

XMobots XSIS

Estabilização 85 𝜇rad RMS

Movimentação Pan em 360° contínuos e tilt entre -90° e 10°

Peso 6,0kg

Potência Típica: 50 W

SHELTER/ CONTÊINER

O Sistema Nauru 1000C ainda conta com uma estação de controle do Nauru 1000C e do sistema gimbal XSIS, projetada como contêiner e desenvolvida pela XMobots. Ainda é possível controlar o sistema a partir de uma unidade móvel (Shelter) de 2,5 toneladas como sua unidade móvel, projetada para ser rebocada por veículos.

O Contêiner/ Shelter apresenta capacidade para armazenar 3 RPAs, 2 GDTs (Ground Data Terminal – Sistema de Telecomunicações com Apontamento Automático) e 3 GCS (Ground Control Station – Estações de Controle de Solo), além de proteger a equipe de operações durante as missões.

O contêiner com sua estação de controle apresenta acesso por impressão digital, luzes de emergência, ar-condicionado e assentos ergonômicos. É um conforto que garante a redução de stress dos operadores durante as missões.

O Contêiner/ Shelter apresenta capacidade para armazenar 3 RPAs, 2 GDTs (Ground Data Terminal – Sistema de Telecomunicações com Apontamento Automático) e 3 GCS (Ground Control Station – Estações de Controle de Solo), além de proteger a equipe de operações durante as missões.

O contêiner com sua estação de controle apresenta acesso por impressão digital, luzes de emergência, ar-condicionado e assentos ergonômicos. É um conforto que garante a redução de stress dos operadores durante as missões.

_DSC0638

As GCS multifuncionais foram desenvolvidas para substituir o laptop tradicional em missões em que ergonomia e equipamentos de vigilância são essenciais na redução da carga de trabalho dos pilotos, garantindo o sucesso das missões.

Estas são as 3 funcionalidades que podem ser conferidas nas telas touch de 21,5” no ambiente interno:

Instrumentação de dados primários do RPA (XCockpit)

Mapas móveis

(coordenadas da aeronave, do alvo e FOV; limite de inclinação do alvo filmado, posição angular da numeração do sensor EOIR; zoom, tráfego aéreo, meteorologia).

Interface geral de comando

E quando o shelter é configurado com 3 GCS, a operação é executada desta forma:

GCS 1

Operação remota do RPA 1

GCS 2

Operação dos sensores e opção de redundância

GCS 3

Operação remota do RPA2