fbpx

Echar 20D

Echar 20D

O RPA Echar 20D está em sua 4ª geração, consolidando-se como um dos drones mais confiáveis do Brasil. Indicado para o mapeamento de médias e grandes áreas, o super drone da XMobots traz inovações que contribuíram para tornar sua operação mais simples, versátil e robusta.

Além da alta tecnologia aeronáutica, o Echar 20D utiliza aviônicos que são o estado da arte em tecnologia de drones focadas para voos BVLOS (Beyond Visual Line of Sight). Atualmente, o equipamento é o único drone do Brasil preparado para a realização de voos além da linha de visada. O seu processo de certificação BVLOS está em tramitação na ANAC, com previsão de término ainda em 2018.

Echar 20D - XMobots drones
Echar 20D - XMobots drones

Características do Echar 20D

Ideal para o mapeamento de áreas acima de 1.000 hectares, o Echar tem como um de seus principais destaques a alta capacidade de mapeamento. Ele pode cobrir 7.000 hectares em um único voo. Possui também acurácia posicional de poucos centímetros sem a necessidade de coleta de pontos de controle, além da possibilidade de embarcar sensores angulados como o sistema 2M3 e 2M5.

Assim, são características como essas, que permitem ao Echar atender um grande número de aplicações, como agricultura de precisão, monitoramento ambiental, topografia, geoprocessamento, mineração, entre tantas outras.

Conheça algumas das características do Echar 20D:

Câmera frontal com transmissão em tempo real totalmente digital e HD

Data link primário certificado pela ANATEL

Iluminação de navegação e anticolisão conforme RBAC e94 (upgrade)

Sistema de pouso e recuperação de emergências não destrutivo por paraquedas

7,8 kg

Mapeamento máximo por voo: 7.100 hectares**

Lançamento automatizado por catapulta (novo modelo com montagem rápida, mais compacto e versátil)

Inovações

Desenvolvido para operação BVLOS

Compartimento de bateria sem cabos

Câmera full frame 36 mp

Casco fabricado em fibra de kevlar, com nova estrutura ainda mais resistente

Novo case de transporte: caixas menores e com maior proteção ao RPA

Sistema de câmeras oblíquas 24 mp Sensor APSC na versão 1M3 ou 2M5

Sistema HA (High Accuracy): acurácia de poucos centímetros – sem necessidade de pontos de controle

Câmera embutida 24 mp Sensor APSC na versão 1M3 (R, G e B) ou 1M5 (R, G, B, Nir e RedEge): isolada de sujeira e acesso fácil ao cartão de memória

Além da versão BVLOS, o Echar 20D está disponível nas configurações:

Tecnologia HAG

A Tecnologia HAG foi lançada pela XMobots em maio de 2019 como uma evolução da consagrada HA (High Accuracy), que levou os produtos da XMobots a atingir o chamado “next level” em mapeamento com drones.

Agora, o consolidado sistema RTK/PPK que garante acurácia posicional de poucos centímetros – sem necessidade de coleta de pontos de controle – passa a usar GNSS L1 e L2 da marca Trimble. Por meio de uma parceria inédita entre Trimble e XMobots, o sistema HAG permite conexão direta com as bases GNSS Trimble AG.

Como resultado, o sistema garante acurácia posicional na ordem de 2cm, com eliminação total de pontos de controle. Dessa forma, a XMobots auxilia seus clientes a reduzir custos no mapeamento com drones, gerando grandes resultados que contribuem para as melhores decisões.

esquema HA Echar 20D- XMobots drones

Tecnologia HAG: como garantir acurácia de poucos centímetros sem pontos de controle

HAG1M3

Nesta configuração, a câmera 1M3 é integrada à tecnologia HAG. Com 24Mpix de resolução no espectro RGB, ela vem embutida à fuselagem do Arator. Assim, fica isolada de sujeira e com acesso fácil ao cartão de memória.
Este payload vem com todo os dispositivos de alimentação, calibração, disparo e georeferenciamento, transformando a câmera em uma câmera aerofotogramétrica.

Câmera mirrorless

Sensor APSC com 3,9m de pixel pitch e tecnologia linescan de 3 bandas (azul, verde e vermelho)

Shutter mínimo de 1/4000

Resolução mínima de 24.3 mp

Distância focal fixa de 16 mm

HAG1M5

Nesta configuração inédita em drone de asa fixa, a tecnologia HAG é integrada na câmera multiespectral desenvolvida pela XMobots 1M5. Pela primeira vez no mercado de drones, essa inovação permite obter imagens multiespectrais com acurácia posicional de poucos centímetros, além de alta qualidade geométrica e radiométrica.
A câmera 1M5 contém 5 bandas do espectro (R, G, B, Nir e RedEdge), captadas separadamente por um sensor APS-C CMOS de 24mp. Dessa forma, em um único voo é possível obter ortofotos RGB, Nir e RedEdge com alta acurácia.

Sensor CMOS (APS-C) com 3,9 de pixel pitch e tecnologia linescan

Espectro azul, verde, vermelho, RedEdge725nm e NIR 850nm

Velocidade do obturador mínima de 1/4000

Resolução mínima de 24.3 mp

Arquivos no formato RAW e JPEG

Sensibilidade ISO mínima de 6400

Lente com distância focal fixa de 20mm

Dispositivos de alimentação de energia da câmera pelo RPA, disparo e sincronização automático para georreferenciamento

Integração com sistema HA: pela 1ª vez é possível ter uma imagem multiespectral com acurácia

HAG2M3 e HAG2M5: maior produtividade

A necessidade de mapear milhares de hectares em poucos voos é uma realidade em países como o Brasil. Nele, as demandas pelo mapeamento de áreas gigantescas requerem a máxima produtividade nos resultados. Mas, para obter alta acurácia, a dificuldade de acesso e o longo tempo para a implantação de pontos de controle nessas áreas de grandes dimensões muitas vezes inviabilizam projetos, gerando custos excessivos e baixíssima produtividade.
Na tentativa de solucionar esse problema, a XMobots® apresenta o Echar 20D nas versões HAG2M3 e HAG2M5. O Echar vem com o sistema HAG embarcado com dois sensores CMOS APS-C de 24 megapixel de três bandas (azul, verde, vermelho) ou cinco bandas (azul, verde, vermelho, RedEdge725nm e NIR 850nm).
Com a tecnologia de câmeras xMx, o posicionamento dos dois sensores oblíquos permite obter 2X a capacidade de mapeamento do Echar 20D. Assim, possibilita a cobertura de até 7300 hectares em um único voo.

Especificações Técnicas

¹ Voo em condições ISA (voo nivelado, nível do mar, 15ºC, sem vento), GSD 10cm, 60% sobreposição lateral
² Voo em condições reais para o Brasil (voo 1.300m ASL, 30ºC, vento médio de 18 km/h), GSD 10cm, 60% sobreposição lateral
³ Voo em condições do item 2 e considerando 8h30 de iluminação