Soluções: uso de drones em monitoramento de barragens

Segundo relatório de 2017 da ANA (Agência Nacional de Águas), há 24.092 estruturas cadastradas no Relatório de Segurança de Barragens, sendo que 18.324 (76%) não possuem informações suficientes para serem incluídas na Política Nacional de Segurança de Barragens (PNSB). Somente as barragens cadastradas podem ser fiscalizadas.

Neste contexto, os drones estão sendo considerados uma importante ferramenta para disseminar e otimizar o monitoramento das barragens. Infelizmente, a ausência de fiscalização e a falta de informações sobre o as condições dessas áreas acabam colocando inúmeras vidas em risco, além de contribuírem para sérios danos ambientais.

Para atuar com prevenção de desastres, as imagens fornecidas pelos drones podem ajudar da seguinte forma: 
👉🏼 auxiliar nas inspeções em áreas de difícil acesso;
👉🏼 mapear e identificar fissuras e outros problemas na estrutura;
👉🏼 por meio de georreferenciamento local, podem verificar o deslocamento da lama e rejeitos pela alteração do relevo;
👉🏼 com os mapas, é possível fazer um planejamento estratégico para recuperação de áreas degradadas.

Entre em contato agora mesmo com a XMobots para saber mais sobre o uso em monitoramento de barragens.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Uma resposta

  1. Bom dia! Muito bom, com as recentes tragédias que ocorreram em Mariana e Brumadinho, ambas decorrentes de rompimento de barragens, nos mostra que o trabalho de fiscalização precisa ser intensificado junto às mineradoras do país. Assim sendo, os drones vem sendo utilizado como ferramenta de suma importância para monitorar e compilar dados no intuito de corrigir falhas e previnir acidentes.

Deixe uma resposta

Drones da XMobots no Projeto Vant do Incra

Muitas vezes pensamos em uso de drones para benefício do Agronegócio ou até mesmo em inspeções e vigilância. No entanto, a tecnologia empregada nos drones mostra tamanha diversidade em

LEIA MAIS »